** ROTEIRO **
 

Castelos de Ourém

Planta Clique nos locais assinalados para os conhecer.

Sé Colegiada (1)

Igreja da Colegiada A Igreja da Colegiada de Nossa Senhora da Misericórdia ou da Visitação, foi reconstruída em estilo barroco após o terramoto de 1755 que destruiu a primitiva Igreja da Colegiada, fundada em 1445 por D. Afonso, 4º Conde de Ourém, e da qual apenas se salvou a Cripta.
(Voltar à Planta)

Cripta (2)

Cripta da Colegiada A Cripta é uma admirável sala subterrânea situada sob o pavimento da Capela-Mor da Colegiada, com tecto abobadado e apoiado em seis colunas com capitéis lavrados que rodeiam o túmulo do Conde D. Afonso, decorado com estátua jacente e emblema senhorial da autoria do escultor quatrocentista Diogo Pires-o-Velho. Repare-se na figura do Conde com a cabeça, de cabeleira longa e barrete mole, a repousar sobre duas almofadas e vestindo uma longa opa, segundo a moda da primeira metade do século XV.
(Voltar à Planta)

Fonte Gótica (3)

Fonte Gótica É composta por duas arcadas ogivais e um pequeno tanque. Sobre a bica conservam-se as armas da Dinastia de Avis e do Conde D. Afonso, que a mandou construir em 1434.
(Voltar à Planta)

Pelourinho (4)

Pelourinho Assenta numa plataforma de três degraus. Tem fuste oitavado com anel entre molduras e símbolo heráldico. É rematado por uma coroa aberta, bem lavrada, envolvendo um "fogaréu".
(Voltar à Planta)

Torreões (5)

Torreões Os torreões foram construídos pelo Conde cerca do ano 1450. Nessa altura, uma passagem coberta unia o Paço a uma torre cilíndrica, de que resta a base, e daí se fazia a ligação ao castelo. O Paço e os dois torreões mostram uma arquitectura invulgar, de inspiração veneziana, onde a função palaciana se ajusta a uma forte estrutura militar de onde sobressai as elegantes cimalhas de tijolo saliente.
(Voltar à Planta)

Paço do Conde (6)

Paço do Conde Foi a residência oficial de D. Afonso. Do primitivo castelo subsistem as muralhas, duas portas e algumas torres. É Monumento Nacional.
(Voltar à Planta)

Castelo Medieval (7)

Castelo Medieval O Castelo, do século XII, é formado por três torres num perímetro triângular, tendo no centro do seu terreiro uma curiosa e enorme cisterna ogival que pode ser visitada, e desde sempre alimentada por uma fonte de água pura e abundante, razão pela qual este castelo nunca se rendeu a qualquer cerco. A torre virada noroeste chama-se "torre de D. Mécia", por ali ter permanecido a rainha de Portgal mulher de D. Sancho II. No lado Norte do Castelo situa-se o amplo e panorâmico Terreiro de Santiago, com a estátua de D. Nuno Álvares Pereira ao centro.
(Voltar à Planta)

 

Adaptação feita a partir de:
"Folheto Turístico" da Região de Turismo de Leiria
"Folheto Turístico" promovido pela E.Profissional de Ourém e pela Junta de Freguesia de Nª Srª das Misericórdias
"Património Arquitectónico e Arqueológico Classificado"
Edição promovida pelo IPPAR, 1993

 
 

[ECOS DO RIBATEJO] [HOME]
[
História] [Geografia] [Localização] [Património] [Caracterização] [Economia]
[
A visitar] [Roteiro] [Agenda] [Notícias] [Outras Informações]
Contacte a CMO
Contacte a CMO

Concepção e realização de
Ecos do Ribatejo